Notícias

5 coisas que você não sabe sobre mediação e conciliação



No decorrer da vida, inevitavelmente acontecem alguns conflitos que parecem difíceis ou demorados de resolver e muitas vezes essas questões não resolvidas acabam tirando a nossa paz. 

Uma alternativa bastante eficiente nesses casos é tentar mediação ou conciliação antes mesmo de entrar com uma ação judicial. Infelizmente muita gente não conhece ou não sabe como esse serviço funciona. 

Para ajudar quem está passando por essa situação, separamos aqui 5 fatos sobre esses processos e como eles podem resolver os conflitos de forma rápida e com garantia jurídica.

1 - A mediação e conciliação funcionam como um facilitador na hora de resolver conflitos. Em ambas, uma pessoa neutra e imparcial (o mediador ou conciliador), ajuda, interage, sugere e conversa com as pessoas envolvidas para elas chegarem a um acordo e botarem um fim nas diferenças. 

2 - Mediação e conciliação podem ser feitas de forma extrajudicial. Ou seja, sem a presença de um juiz. Esses dois serviços geralmente são oferecidos pelo poder judiciário mas também podem ser feitos em cartórios ou tabelionatos autorizados, como é o caso do 26º, que conta com o Viva na Paz, um Centro de Mediação e Conciliação totalmente virtual.

3 - Mesmo sendo feitas de forma extrajudicial, a mediação e conciliação tem garantias jurídicas. Caso os envolvidos cheguem a um acordo, nós emitimos uma escritura só para garantir que o que ficou acordado seja cumprido. Se por acaso as partes não se resolverem, nós podemos emitir uma ata, que agiliza o processo para entrar com uma ação judicial.

4 - A mediação ou conciliação pode ser feita antes, durante ou depois de uma ação judicial. Atualmente o poder judiciário conta com milhões de processos em andamento. Por isso, fazer uma mediação ou conciliação é uma alternativa eficiente e rápida. Quem já abriu o processo, pode tentar resolver o conflito antes das audiências ou depois delas.

5 - Mediando ou conciliando, é possível se entender de prática, segura e mais rápida do que no judiciário. Como já dissemos anteriormente, o judiciário possui muitas ações em andamento e isso acaba prolongando muito as resoluções. Quem optar por mediar ou conciliar o caso, consegue chegar a um acordo muito mais rápido, porém, cada caso é um caso. Vai depender muito do tipo de conflito, da complexidade do tema e do relacionamento entre os envolvidos.

Conheça o Centro de Mediação e Conciliação virtual do 26º, o Viva na Paz, clicando aqui. Nossos conciliadores possuem formação na Columbia University e podem ajudar a solucionar aquele conflito.

Acesse as notícias e fique por dentro de outros temas. Se ainda tiver dúvidas consulte nossa equipe, basta clicar aqui.

Últimas notícias